Publicado em Deixe um comentário

Entrevista com Luigi Sarcinella, autor de Salto no Escuro

Alfa Omega: Sr. Luigi, qual a razão principal dos relatos contidos em Salto no Escuro?
Luigi Sarcinella: Colocar em evidência os horrores e a loucura da guerra, uma bestialidade.

Alfa Omega: É sabido que o regime nazi-fascista praticou crimes horrorosos contra a humanidade. O senhor como participante partigiani acha que todos os responsáveis foram punidos?
Luigi Sarcinella: Não. Não todos. Soube-se depois da fuga de muitos guardiões torturadores que se salvaram no anonimato e na América Latina. Alguns foram capturados.

Alfa Omega: Qual é o legado da luta dos partigianos contra o regime nazi-fascista?
Luigi Sarcinella: A liberdade na democracia.

Alfa Omega: O romance Salto no Escuro é assumidamente autobiográfico. O que levou a escrevê-lo há 40 anos atrás e a reeditá-lo agora?
Luigi Sarcinella: Sempre senti a necessidade de escrever um livro útil à sociedade.

Continuar lendo Entrevista com Luigi Sarcinella, autor de Salto no Escuro