Sobre a Alfa Omega


A Editora Alfa Omega foi fundada em 1973 por Fernando e Claudete Mangarielo, sob a ditadura militar, regime que combateu a partir da edição de livros que retratassem a realidade nacional e estimulassem o pensamento crítico.

Foram publicados pela Alfa Omega, ao longo do tempo, um amplo leque de autores de esquerda: os clássicos Marx e Engels, Lenine e Mao Tse Tung, reunidos nas obras escolhidas; os comunistas Carlos Prestes, do PCB e Haroldo Lima, do PC do B; os jornalistas Fernando Morais, Renato Pompeu, Edson Miranda e Ivan Godoy; Fidel Castro, Borges; os professores Jacob Bazarian, Florestan Fernandes, Ermínia Maricato, Tullo Vigevani, Argemiro Procópio; entre muitos outros.

Os livros da Alfa Omega fizeram grande sucesso de crítica e de vendas dos quais podem ser destacados: A Ilha e Olga, de Fernando Moraes, que venderam juntos cerca de 400 mil exemplares pela editora; Os Fornos Quentes, De Reynaldo Simões, e No Rastro de Tina Modotti, de Christiane Barckhaussen-Canale, participaram em edições do Prêmio Casa de Las Americas; 4 cantos de pavor e Em câmara lenta, que, pelo impacto, foram alvo do autoritarismo ditatorial, sendo censurados.

Com o compromisso de apresentar a realidade, publicou também A Sangue Quente, reportagem sobre os acontecimentos que conduziram à morte do jornalista Wladimir Herzog nas dependências do DOI-CODI; Os exilados, uma longa reportagem de Cristina Pinheiro Machado com brasileiros e brasileiras exiladas pelo regime militar, recomendado pelo Comitê Brasileiro pela Anistia.

Além dos livros, a Editora Alfa Omega é responsável pela publicação da Revista Socialismo & Democracia, que produziu um debate profundo sobre o pluralismo da esquerda e a necessidade de aliança dos socialistas frente ao autoritarismo. Também buscou ampliar o público leitor com periódicos distribuídos em bancas de jornal, a exemplo da coleção História Imediata, e com edições de bolso. E diversificar as linguagens, como no Cordel do Manifesto Comunista.

Os livros da Editora Alfa Omega se destacam pela sua qualidade, consistência e coerência intelectual, servindo de referência a artigos e sendo utilizados em cursos universitários.

Atualmente, a editora conta com um conjunto amplo de autores, todos comprometidos com a reflexão e o pensamento crítico, mantendo seu espaço editorial.